A Viagem Autonomica featured on One Page Love
Cartaz do filme Viagem Autonómica

Ver Trailer

Sinopse

Gonçalo Cabral, um jovem açoriano a estudar teatro em Lisboa, escolhe como tema para a sua peça de final de ano a Autonomia dos Açores. Tem várias dúvidas e questões e leva-as consigo na bagagem quando resolve fazer uma viagem de investigação pelo arquipélago. De mochila às costas e acompanhado pela sua velha vespa, vai à procura das origens da Autonomia, visitando lugares, consultando arquivos e falando com protagonistas e especialistas no assunto. "A Viagem Autonómica" é uma aventura romântica e um roteiro geográfico e sentimental de um jovem à procura da História da sua terra, da identidade açoriana e também de si próprio.

A Viagem

Ao longo de 90 minutos, mais de 50 encontros dão corpo à narrativa que se debruça sobre o conceito de autonomia e os seus momentos chave na história dos Açores. Uma autonomia política, administrativa, social e cultural, que encontra na frase “não pedimos ao Governo que faça, mas que nos deixe fazer” de Aristides Moreira da Mota, a sua necessidade, pertinência e urgência. A viagem do jovem Gonçalo Cabral (Frederico Amaral) identifica os principais acontecimentos que conduziram ao processo iniciado no final do séc. XIX pela 1º geração autonomista. O Decreto 2 de Março de 1895, celebra o inicio da autonomia administrativa dos Açores e, apesar de estar longe dos objectivos dos seus patriarcas, abriu caminho para o projeto autonómico ao longo do séc. XX, concretizando-se com a democracia do pós 25 de Abril, que consagrou o atual regime de governação regional. É um retrato da história do arquipélago, mas acima de tudo um objecto que apresenta e discute as características da autonomia nos Açores contemporâneos, mais próximos entre si e abertos ao exterior. A insularidade é hoje encarada como uma força e uma oportunidade.

Agenda

2 De Março Esgotado Estreia - Teatro Micaelense

3 De Março Esgotado Estreia - Teatro Micaelense

A definir Teatro Angrense

A definir Teatro Faialense

Créditos

Vento Encanado Producões Apresenta "A Viagem Autonómica"
Realizado por Filipe Tavares
com Frederico Amaral, Carlos Eduardo Ferreira e David Medeiros
Produzido por filipe tavares
Com Argumento de Nuno Costa Santos e Filipe Tavares
Pesquisa de Bárbara Almeida
Fotografia de Pedro Emauz
Som de Ricardo Leal
Edição de Renata Sancho e Filipe Tavares
DOC.FIC 90'

Site Governo Açores Site ALRA Site EDA Site SATA Site Atlântico Line Site BES Açores Site RTP Açores Site BENSAUDE Site Vento Encanado Logos dos Apoios

A Ventoencanado é uma produtora audiovisual que se dedica à produção em alta definição de filmes de ficção, documentários, vídeos publicitários, institucionais e ao apoio de projetos audiovisuais.

A empresa, constituída em 2010, com sede em S.Miguel, Açores e representação em Lisboa, surge como mais um dos exemplos da criatividade açoriana, apostando na produção de serviços de valor acrescentado.